Ensaios de Saias

um teclado nas mãos, uma saia nos quadris, e muitas ideias na cabeça

Arquivo de Reforma ortográfica

Bocassujismo

– Pára, Celso!
– É “para, Celso”
– Claro que não, sem o acento, vira uma dedicatória safada, com esta vírgula intrusa!
– Nãnãnãnã! Isso é coisa do passado!
– Ah, claro! Dos tempos anteriores à internet e seus textos codificados!
– Rá! Quem me dera fosse só isso! Falo do passado da língua portuguesa, ou Língua Brasileira, como preferir… Você não soube da reforma ortográfica?
– Ouvi falar, mas ainda não li nada a respeito. Quem diria, hein? Eu, uma pessoa tão eloqüente…
– Eloquente.
– O que foi?
– É sem trema.
– Caramba, será que baniram o “H” também, deixando o nosso alfabeto só com 22 letras?
– Agora temos 26. K, W e Y voltaram com força.
– Bem… Pelo menos com isto eu concordo… Tantos estrangeirismos! E o que mais? O suspense já me péla de medo.
– Pela.
– Ah, não!
– Ah, sim! Pela, polo, pelo… É a mesma regrinha do “para” – nada mais de acentos diferenciais.
–  Que abuso! Agora entendo a minha tia! Até hoje ela escreve “êle” e “ôvo.”
– Xi… Daqui pra frente, ela será praticamente analfabeta!
– Putz… É pra acabar com a auto-estima do sujeito!
– Sim, só que sem hífen. Autoestima.
– E auto-retrato? Juntar aniquilaria a fonética!
– Dobre o R ou o S da palavra: autorretrato, puxassaco(???)
– Pô! Mas “superherói” vai ficar ridículo!
– E por isso será mantido o hífen em palavras iniciadas com H.
– Cacete!
– É!

– Hum… Você não me corrigiu…
– Ah, bem… os palavrões eles não mudaram..
– Hum… Claro, claro… Usado por tantas pessoas… Ou mantinham, ou a comunicação voltaria a se dar só por grunhidos.
– Hahaha! Fato!
– Ótimo, se ainda há algo intocado, então embarque comigo na Revolução Bocassuja, ou Bocassujismo, para os íntimos.
– E o que seria isso?
– Oras! Contrariando Renato Russo, depois de 20 anos na escola, é bem difícil aprender! Vamos esquecer estas regras loucas! Antes bocassuja do que inculto!
– Eita! Seria isso uma espécie de Anarquia Ortográfica?
– Se assim enxergas, é o que é.
– E depois dizem que os jovens de hoje não lutam por causa alguma…

 

:::::::::::::::::::::::::::::::::
escrita no meu famoso caderninho, em 21/10/2008 – assim que terminei de ler as regras do acordo.

[Leia mais sobre]
:: acentuação
:: alfabeto 
:: hífen 
:: trema